Coletor de dados x Smartphone: 5 fatores para analisar antes de investir

Você já deve ter se perguntado o que é mais vantajoso: investir em um smartphone ou em um coletor de dados?

Apesar da semelhança em alguns casos (como o sistema operacional Android ou a aparência de determinados equipamentos e aplicativos), existem algumas diferenças importantes e que trazem grande impacto na sua operação quando não analisadas da forma correta.

Pensando em te ajudar a tomar esta decisão, elencamos 5 fatores que você deve analisar para que seu investimento seja feito da melhor forma e atenda suas necessidades de acordo com a realidade atual do seu negócio:

1 – Ambiente

É importante analisar as características do ambiente que você utilizará o equipamento: seu aparelho terá contato com pó, água ou local refrigerado? 

Atualmente os smartphones já possuem um índice de vedação que protege o aparelho desse tipo de ambiente, porém, esta proteção costuma ser baixa. 

Se o seu ambiente é muito agressivo, o coletor de dados pode te oferecer maior segurança, disponibilizando aparelhos com vedação de até 100% contra estes fatores que podem estragar o dispositivo.

2 – Segurança

Se a sua operação trabalha com uma grande quantidade de dados ou se você possui muitos aparelhos para administrar, é importante investir em uma boa segurança.

Os coletores de dados costumam disponibilizar protocolos de seguranças adicionais que o smartphone comum não possui. Além disso, com o coletor você conta com monitoramento completo do aparelho, como o local onde cada dispositivo se encontra, estado da bateria, controle do que é baixado ou configurado e outras configurações avançadas que garantem o melhor desempenho possível para sua operação.

3 – Volume de mercadorias

Qual o tamanho da sua operação? Qual o volume de mercadorias? Seu processo logístico é simples ou complexo?

Estas questões são importantes na hora de analisar o melhor aparelho para coleta de dados. Os smartphones podem atender pequenas operações, mas quanto maior e mais complexo for seu negócio, maior será sua necessidade de um aparelho mais robusto e que garanta a qualidade das informações coletadas, como os coletores de dados.

4 – Rotina

A rotina da sua operação é outro fator importante que deve ser levado em conta: “quantas horas seus operadores irão utilizar o equipamento?” É uma das perguntas que você precisa fazer.

Os coletores de dados são feitos para ter uma bateria com duração mais longa, carregadores mais robustos que garantem um carregamento mais rápido e possuem um desempenho muito superior na leitura dos códigos de barras.

Portanto, se o uso dos equipamentos for constante, o coletor de dados te atenderá melhor e com mais segurança.

5 – Finalidade de uso

Para que você precisa deste aparelho? Receber mercadorias? Dar apoio na frente de loja? Conferência de produtos na gôndola? 

São diversas finalidades e é muito importante definir a sua.

Leve em consideração os riscos de impacto que seu aparelho terá (é chão de fábrica, ambiente externo, loja?), quantas pessoas precisará operá-los, etc. Quanto mais complexa for sua operação, mais adequado e indicado será ter um coletor de dados. 

Mas lembre-se sempre de que você também pode optar pelo smartphone caso seu negócio seja pequeno ou para dar suportes pontuais na operação.

É importante analisar com calma todos os pontos citados acima e lembrar que o investimento não deve ser considerado apenas pelo valor e sim pelas necessidades que sua empresa possui.


Ainda ficou alguma dúvida sobre qual modelo escolher? Entre em contato conosco clicando aqui. Temos uma equipe especializada e preparada para analisar seu ambiente e ajudar a direcionar seu investimento com foco no retorno que você precisa ter.

Deixe um comentário

Leia outros conteúdos